7.9.09

Os três melhores grupos femininos dos anos 1960


The Ronettes: alguém aí pensou em Amy Winehouse?

Depois da onda do Doo Wop, entrei numas de escutar grupos vocais femininos. Um lance de explicação algo cronológica, já que um movimento veio logo depois do outro (historicamente falando). O som dos grupos femininos (que eram, em sua maioria, trios) foi uma mistura de pop com R&B e rock n' roll que virou moda no início dos anos 1960, suplantando o Doo Wop. No entanto, as garotas herdaram deste último a tendência de usar as vozes como arranjos em harmonias suaves que serviam de escada para a lead singer - muitas vezes mal se escutava a banda tocando ao fundo.

Sem mais delongas, minha homenagem cabalística aos três melhores grupos vocais femininos da década de 1960.

3-) The Ronettes





Encabeçadas por Ronnie Bennett (que mais tarde se tornaria Ronnie Spector ao se casar com o seu produtor, o lendário Phil Spector), as Ronettes bombaram com o hit "Be My Baby" (talvez o único grande sucesso delas). O burburinho foi tanto que o grupo foi o primeiro composto por mulheres a tocar com os Beatles. Dá pra ver o motivo (e também, de onde Amy Winehouse tirou seu look).



2-) The Supremes





Berço de Diana Ross, as Supremes foram o grupo americano de maior sucesso dos anos 1960, rivalizando com o Fab Four em termos de apelo comercial pelo mundo. Creio eu que, entre os grupos femininos da época, elas foram também as que mais botaram o povo pra dançar. E elas também dançavam, ensaiadinhas, como dá pra ver pela coreografia do vídeo acima.


1-) The Shirelles





Essas podem ser consideradas o The Platters de saias. Não dá pra competir (até porque, contrariando a regra, são um quarteto). Além da pedrada óbvia de "Will You Still Love Me Tomorrow?", elas acumularam hits do calibre de "Baby It's You" (dos Beatles, novamente eles), "Dedicated to the One I Love" e "Mama Said". Mandavam incrivelmente bem. E mostraram que continuam dando conta do recado numa reunião realizada recentemente (abaixo).



2 comentários:

vinilliterario disse...

Esse era o tipo de post que eu gostaria de ter escrito, maldito hahaha.

The Ronettes é lindo!

Bruno Guerra disse...

Hahahah! Gostei do 'elogio'! Tente o seu top e eu dou meu pitaco lá!