29.9.09

Entrevista com @annebecker, ou, Como as redes sociais transformaram o conceito de 'anonimato'






















@annebecker: seus posts já tiraram o sono de mais de 2 mil seguidores

Se você está no Twitter, são grandes as chances de já ter ouvido falar dela. @annebecker já causou discórdia por conta do #lingerieday, mas, no fim das contas, só quer mesmo poder falar o que quiser (em 140) caracteres. Em uma noite ébria de segunda-feira, o Cotidiano Gonzo falou com a garota que já tirou o sono de mais de 2 mil seguidores. Confira.

Cotidiano Gonzo 
desde quando você está no Twitter? 

Anne:  
hm, começar mesmo acho que comecei no final de 2007 ou começo de 2008, mas fui passar a usar de verdade e postar com frequencia mais ou menos em fevereiro de 2009. 

e você tem algum objetivo tangível com isso? 
com o twitter? não, eu posto por diversão mesmo. conheci algumas pessoas muito legais por lá (conheci até meu namorado via twitter) e achei até estranho como eu fiquei meio "popular" com o tempo, mas é só diversão mesmo. claro que se aparecer alguma coisa "séria" que envolva o twitter e a minha imagem na internet, eu vou considerar sim. 

e a que você atribui a popularização do seu Twitter?  
Acho que boa parte foram pelas fotos que eu posto, claro. Mas não sei, eu falo bastante besteira também e tenho amigos "conhecidos" na internet que eu costumo conversar bastante via twitter, daí uma coisa leva a outra...

você enfrentou algum tipo de represália por conta do lingerie day e por postar fotos (como essa do seu MSN), digamos, insinuantes? 

Ah sim, muita gente me chama de puta, vaca, tem gente que acha que eu sou só a foto mesmo e porque eu falo de sexo eu sou uma imbecil sem nada na cabeça, mas eu sinceramente não ligo. Alias, falando mais sobre as pessoas que têm essa atitude negativa quanto a mim (ou qualquer pessoa com mais "liberdade"), eu acho é que na verdade é muito dificil pra maioria das pessoas conceber o fato de que sexualidade não é uma coisa "feia". Tem muita gente que acha que tem que ter extremo pudor ao falar sobre isso, como se fosse errado. E é por isso que tem tanta menina nova ficando gravida cedo ou não sabendo o que fazer com a vida sexual.

quantos anos você tem? 

20 anos.

e o que você faz da vida?

Eu estudo e trabalho com moda.

seu nome é Anne Becker de verdade?

Sim

bonito nome! e como minha cerveja e meus cigarros vão acabar logo mais, proponho um "pergunta e resposta" rápido. Que tal? 
ok haha ;p

1.) Um 'must follow' do Twitter 
Nossa, muitos, pode ser mais de um?

Até 3. 
@lubom, @tdbem e @gravz.

2.) @annebecker é.. 
louca, acho. aiuheiuha 

3.) Orkut, Facebook ou Twitter? 
Twitter.

4.) Por quê? 
Mais dinamico e mais rapido. 

5.) Uma mensagem para todos aqueles que querem te ver nua depois do #lingerieday 
Só acontece se tiver muito dinheiro envolvido, caso contrário, sorry! Mas obrigada ;p 

6.) (e pra finalizar) por que deveríamos continuar te seguindo (além das fotos)? 
Não sei, quem me segue que deveria dizer isso, não eu, né?

7 comentários:

McTusk disse...

Comecei a segui-la porque vi um tweet que apontava para suas fotos. Logo em seguida ela deu aquela "sumida" e eu acabei esquecendo. Daí ela voltou e vi que tinham muitos twits bacanas sobre as coisas mais variadas. O que me chamou a atenção foi a nerdisse: adoro garotas que curtem Geek Stuff.

Anônimo disse...

Poseur

Bruno Guerra disse...

Quero ver quando rolar o primeiro comentário de uma representante do gênero feminino. Logo vem um novo post. Defesa pré-pós.

Talita disse...

Post lido!

Fernanda M. Vicentini disse...

Caro Bruno,

Eis mais um comentário do gênero feminino, se bem que faço mais o gênero humano:

O que é interessante sobre a Anne Becker não é a qualidade das fotos, ou a lingerie, ou o incômodo ao falso moralismo dessa gente hipócrita.

O que é brilhante é a liberdade dela se expressar como quiser e as pessoas poderem escolher se querem segui-la ou não.

Isso sim é a essência da questão. Essa pluralidade fantástica que a internet traz onde todos nós podemos ser protagonistas.

Gostei do post!

Abs.

Fê. disse...

Te linkei lá no meu blog! Valeu pelo comentário. Abs.

Marcelo Quaz disse...

Fê, protagonistas, este é o lance.

O Cotidiano Gonzo sacar que o protagonismo é algo a ser exposto, é a prova do poder dessa pluralidade.

Uma simples menina vira entrevistada, de bunda de fora e voz.

O que pensar sobre tudo isso?

"Virtualmente, todas as mensagens encontram-se mergulhadas em um banho comunicacional fervilhante de vida, incluindo as próprias pessoas, do qual o ciberespaço surge, progressivamente, como coração" Levy

(essa foi para encher linguiça Brunão, mas foi bonita!)

Esperemos o post da amiga do Bruno, a especialista em gênero!

Um beijo queridos, prazer trocar com vocês